Europa aprova segundo medicamento contra a Covid-19

Medicamento, que custa meia dúzia de euros, reduz um terço da mortalidade.

A Autoridade Europeia do Medicamento (EMA) aprovou um segundo medicamento contra a Covid-19. A dexametasona é um medicamento barato, que custa poucos euros, e que já está a ser usado nos hospitais portugueses, abrindo-se a porta, com esta aprovação europeia, à aprovação do Infarmed, a Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde.

Depois da aprovação, em junho, do medicamento remdesivir, por acelerar a recuperação de doentes graves, o novo fármaco agora aprovado é um esteróide que, num estudo recente, publicado há três meses, conseguiu reduzir em um terço a mortalidade entre os doentes mais graves da Covid-19.

Em comunicado, a agência europeia diz que concluiu a revisão do estudo feito sobre os efeitos da dexametasona nos doentes com o novo coronavírus e que concluiu que este pode ser usado em pacientes que precisam de oxigénio, nomeadamente ventilação mecânica, ou seja, os doentes mais graves e não a maioria que têm sintomas ligeiros

A dexametasona pode ser administrada a adultos e adolescentes a partir dos 12 anos, em comprimidos ou injetada na veia: seis miligramas, uma vez por dia, durante dez dias.

Segundo o comunicado, 29% dos doentes com Covid-19 sujeitos a ventilação mecânica que tomaram dexametasona morreram no espaço de 28 dias, menos que os 41% que receberam outro tipo de terapias, numa redução, na prática, da mortalidade, em cerca de um terço.

Nos pacientes sem ventilação mecânica mas igualmente sujeitos a oxigénio artificial a redução da mortalidade é mais pequena (26% para 23%), mas ainda assim considerada relevante para a Autoridade Europeia do Medicamento..

A dexametasona é um corticoide que existe há décadas para reduzir inflamações e respostas do sistema imunitário no tratamento de alergias e doenças autoimunes. O seu efeito anti-inflamatório é a principal vantagem contra os doentes graves com Covid-19.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de