Farmácias já podem encomendar autotestes para o VIH/SIDA

Já há uma empresa interessada em vender e Ministério da Saúde já emitiu circular que faltava.

As farmácias portuguesas já podem encomendar e começar a vender os testes de autodiagnóstico (ou autotestes) da infeção VIH/SIDA.

A hipótese está prevista na lei desde outubro de 2018, mas até agora tem existido pouco interesse da indústria farmacêutica e faltava uma circular conjunta de cinco entidades do Ministério da Saúde dirigida à rede nacional de farmácias e aos serviços de saúde que receberão os doentes.

Depois de alguns meses de desinteresse, há agora uma empresa interessada em vender os autotestes do VIH (o vírus da imunodeficiência humana que causa a SIDA).

A circular que faltava também foi emitida na sexta-feira e prevê, por exemplo, a informação a dar, nas farmácias, às pessoas interessadas em fazer o autodiagnóstico, nomeadamente como confirmar um resultado positivo e o que fazer se esse resultado positivo ocorrer, sendo encaminhadas para um hospital.

A informação tem de ser muito clara para que os doentes saibam o que fazer depois de terem o resultado.

Se o resultado for positivo o utente deve contactar o centro de contacto SNS 24 (808 24 24 24) que fará o aconselhamento e encaminhará para um hospital para repetir o teste e, se se confirmar o resultado positivo, passar a ser seguido no Serviço Nacional de Saúde.

A Secretária de Estado da Saúde, Raquel Duarte, explica à TSF que estes testes são importantes e que eram esperados há muito tempo.

"Há uma série de locais onde já se podiam fazer testes rápidos, aquilo que se pretende agora é que o indivíduo de uma forma autónoma e anónima possa fazer o teste de forma informada, sabendo o que fazer a seguir", detalha.

O Governo acrescenta que o objetivo da medida é aumentar o rastreio da população portuguesa, recordando que "Portugal apresenta ainda uma das mais elevadas incidências de infeção VIH na Europa"

A meta, definida pelas Nações Unidas, é diagnosticar, em Portugal, mais que 90% dos indivíduos infetados pelo VIH.
Além da possibilidade de comprar na farmácia um autoteste qualquer pessoa também pode procurar estes diagnósticos, gratuitos, nos centros de saúde e hospitais.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de