Évora: fez 500 quilómetros para ser vacinada, mas a vacinação foi suspensa

Há utentes de Évora que se queixam de não terem sido avisados sobre a suspensão da vacina AstraZeneca nos últimos dois dias, continuando à espera de esclarecimentos.

Entre os utentes, houve quem se deslocasse em vão ao local que tinha sido marcado pelos respetivos centros de saúde, garantindo não ter recebido qualquer mensagem ou telefonema em tempo útil. Pelas redes sociais encontram-se vários testemunhos a lamentar a falta de comunicação, enquanto a Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo assume que dispôs de pouco tempo para chegar aos 600 idosos que estavam escalonados para receberem a vacina.

Maria Pereira, de 84 anos, fez cerca de 500 quilómetros para estar terça-feira à porta da Arena de Évora, respondendo à chamada para a segunda toma da vacina. Mas, só ali soube que, afinal, a vacinação tinha sido interrompida e, entretanto, passaram três dias.

"Até agora não obteve qualquer contacto das autoridades competentes dizendo o que quer que seja, quanto à suspensão da vacinação na região", lamenta Manuel, filho de Maria, avançando que a mãe tem sido contactada por SMS e chamada telefónica pelos serviços de saúde, mas desta vez ainda aguarda um esclarecimento. "Estamos descontentes com a situação e não parece ser a forma de comunicação mais correta", sublinha.

Maria continua a ser utente dos serviços de saúde alentejanos, apesar de ter ido viver para o Norte do país. "Fez 500 quilómetros para chegar a tempo da vacina", atesta Manuel, acrescentando que este impasse apanhou a mãe desprevenida, provocando instabilidade na idosa que sofre de várias patologias.

Contactada pela TSF, fonte da ARS do Alentejo assume que teve pouco tempo para avisar os 600 utentes que estavam escalonados para serem vacinados terça-feira, justificando que a suspensão da AstraZeneca só ocorreu na noite de segunda. A mesma fonte acrescenta que foram acionados alguns mecanismos para chegar ao maior número de utentes, com recurso aos contactos telefónicos, anúncios nas rádios locais e redes sociais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de