Fim de ano mais quente, o impacto da pandemia nos alunos e outros destaques TSF

Durante a manhã de quarta-feira, destaque também para o arranque antecipado do agendamento da vacinação contra a Covid-19 para crianças de cinco e seis anos.

A partir de janeiro, o Ministério da Educação vai avaliar os efeitos da pandemia na saúde mental dos alunos até ao ensino secundário. Margarida Gaspar de Matos, psicóloga clínica e professora na Faculdade de Motricidade Humana, ficará com essa tarefa, e contou tudo à TSF, como pode ler aqui.

Para o final de 2021, esperam-se "temperaturas acima do normal" em Portugal. O IPMA explica que a passagem do ano vai ficar marcada por "temperaturas mais amenas" do que habitualmente e há ausência de precipitação, um cenário que se repete na Madeira, enquanto nos Açores se prevê vento por vezes forte e chuva. Leia aqui todas as previsões para os próximos dias.

A nova variante Ómicron foi detetada pela primeira vez em Portugal há precisamente um mês. Em declarações transmitidas na Manhã TSF, João Paulo Gomes, entrevistado por Fernando Alves, explicou que "as primeiras indicações de estudos efetuados na África do Sul e no Reino Unido sugerem que a gravidade desta nova variante, tão transmissível como nunca tivemos outra, poderá não ser tanta como a da variante Delta. São excelentes notícias, caso isso se confirme". A TSF explica-lhe tudo aqui.

A manhã de quarta-feira marca o início dos agendamentos para a toma da vacina contra a Covid-19 para crianças entre os cinco e 11 anos através do portal do autoagendamento para o período de 6 a 9 de janeiro. Pode conhecer todos os pormenores aqui.

A Direção-Geral da Saúde corrigiu as orientações em relação aos espetáculos. A DGS indica, em comunicado enviado às redações, que, a partir de 2 de janeiro, basta o certificado de vacinação para assistir a eventos culturais. "Por lapso", a orientação não estava atualizada nalguns pontos. Saiba, aqui, o que está em causa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de