Fogos de Chaves e Alijó em fase de consolidação e rescaldo

O incêndio de Chaves era o que tinha maior dimensão.

O fogo que deflagrou na tarde de sexta-feira em Vilar de Nantes, concelho de Chaves, ficou dominado este sábado e entrou em fase de consolidação e rescaldo, disse à Lusa fonte da Proteção Civil de Vila Real.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Vila Real acrescentou que, no distrito, estão em "consolidação e rescaldo" os incêndios de Chaves, o de maior dimensão, mas também os de Alijó e Sabrosa.

De acordo com a página da Internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), estes três incêndios mobilizavam, pelas 15h00, um total de 259 homens e 79 viaturas.

As operações de rescaldo do fogo de Chaves eram levadas a cabo por 149 homens e 46 viaturas, de acordo com a página da ANEPC.

Este fogo deflagrou às 14h41 de sexta-feira, na freguesia de Vilar de Nantes, e, segundo o presidente da Câmara de Chaves, Nuno Vaz, começou com "três ignições distintas, com uma distância entre elas de cerca de 500 metros".

As chamas evoluíram desde a zona da aldeia de Nantes, na freguesia de Vilar de Nantes, pela encosta acima e chegaram a ameaçar as aldeias de São Lourenço, Cela e Tresmundes.

O fogo em Alijó, que teve início perto da zona industrial, deflagrou pelas 12h00 de quinta-feira e entrou em fase de resolução cerca das 06h00 de sexta-feira, sofrendo reativação na tarde do mesmo dia.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de