"Foi horrível." Depois da cerca, S. Teotónio e Longueira-Almograve respiram de alívio

Com a cerca sanitária levantada às duas freguesias, estabelecimentos comerciais abriram portas esta quarta-feira.

Mesmo depois de ouvir o primeiro-ministro anunciar o levantamento da cerca sanitária às freguesias de Longueira-Almograve e S. Teotónio, Ana Neves ficou com dúvidas e não sabia se devia abrir o seu café. "Liguei para o posto da GNR de Odemira porque passavam aqui clientes que diziam que devia abrir e outros que não", conta.

A GNR sossegou-a sobre as suas dúvidas e abriu o café. "Já tinha três clientes. As pessoas estavam desejosas." Ana conta que estes últimos 15 dias de cerca sanitária "foram horríveis". "Não fiz caixa e o meu marido também não porque não podia passar com as carrinhas do gado", afirma.

Por estes dias não houve nem compra e venda de gado, nem cafés e restaurantes abertos e muito menos alojamentos turísticos. Gonçalo Marques tem um turismo rural na zona de S. Teotónio e já ansiava pela reabertura. "É começar do zero", afirma. Este empresário turístico conta que as reservas para o mês de maio foram canceladas pelos clientes. O levantamento da cerca sanitária é "um sinal de esperança" para o turismo da zona.

Com as reservas para o mês de maio todas canceladas, agora é recomeçar a trabalhar e convencer os clientes de que é seguro fazer turismo no sudoeste alentejano.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de