Fronteiras com Espanha continuam fechadas. Voos também mantêm regras

Já sobre as vacinas, António Costa diz que o problema não é de "propriedade industrial" ou de patentes, mas sim de produção.

As fronteiras terrestres com Espanha "mantêm-se fechadas nos próximos 15 dias", porque "todas as cautelas são poucas", avança o primeiro-ministro, esta quinta-feira, depois da reunião do Conselho de Ministros.

António Costa explica ainda que os voos mantêm-se com as "regras em vigor", isto é, com medidas diferentes para cada país. Por exemplo, quem chega do Reino Unido "pode vir só com teste". Já quem vem do Brasil "tem de vir com teste e sujeitar-se a quarentena".

Sobre as vacinas, António Costa diz que o problema não é de "propriedade industrial" ou de patentes, mas sim de produção, que é "pouca para, à escala mundial, se realizar uma operação desta dimensão".

A UE tem tentado um esforço para "incrementar a produção de vacinas" e há 11 empresas em Portugal que podem ajudar "não a produzir vacinas", mas sim ao "enchimento dos frasquinhos", em linguagem simplificada pelo próprio primeiro-ministro.

"Não há nenhum mistério particular" quanto a Carlos Carreiras e ao licenciamento para a produção da vacina em Portugal. O processo depende de um licenciamento da União Europeia, tanto do fármaco como do local de produção, garante o governante.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de