Funcionários da Câmara de Caminha recolhem votos com "espírito de missão"

A recolha de votos prossegue até terça-feira com a ajuda de vários funcionários da autarquia.

Equipados da cabeça aos pés, três funcionários da Câmara Municipal de Caminha, começaram hoje a recolher votos porta a porta naquele concelho. Há 44 eleitores inscritos, entre utentes de lares de idosos e pessoas infetadas com Covid-19 ou em isolamento profilático. Laureano Sousa, motorista, Clara Barroso, administrativa, e Angelina Cunha, Engenheira Civil, Chefe de Divisão de Ambiente, Economia e Serviços da autarquia, fazem equipa e deslocam-se na Unidade Móvel de Atendimento do município. Uma viatura criada para serviços descentralizados e apoio às freguesias. Angelina coordena a operação "inédita", que arrancou esta terça-feira às e termina amanhã às 17h00horas. E diz que a equipa abraçou a tarefa com "espírito de missão".

O primeiro votante em confinamento em Caminha foi Carlos Fonseca de 73 anos, que está isolado em casa, porque a mulher está infetada com covid-19. Votante regular em todas as eleições, não quis abdicar de votar. "Voto sempre e desta vez teve que ser assim. Não desperdicei o meu voto", comentou aquele eleitor.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de