Fuzeta e Moncarapacho devolvem competências à Câmara de Olhão

Os autarcas, um do PS e outro do PSD, não se entendem sobre a transferência de verbas para tratar das áreas verdes e da limpeza urbana.

O presidente da União de Freguesias de Fuzeta e Moncarapacho, Manuel Carlos, decidiu devolver todas as competências à Câmara Municipal de Olhão. Os autarcas, um do PS e outro do PSD, não se entendem sobre a transferência de verbas para tratar das áreas verdes e da limpeza urbana. Por isso, nesta zona do Algarve, tão cedo não se quer ouvir falar em regionalização.

O processo de transferência de competências começou logo torto, "quando tomei posse em 2014, não tinha experiência e de facto não defendi os interesses das freguesias", lamenta-se Manuel Carlos.

Faz mea culpa por não ter negociado de início uma atualização dos valores a pagar pela Câmara Municipal de Olhão para assumir a gestão dos espaços verdes. A partir daqui correu tudo mal, sobretudo quando o autarca de Olhão, António Miguel Pina, tentou transferir depois a gestão da limpeza urbana. A desavença cresceu à volta dos valores a pagar por metro quadrado. Do lado de Olhão oferecia-se 38.500 euros por ano, Mocarapacho e Fuzeta contrapõem uns 150 mil euros.

Está bom de ver que não se entenderam. As competências são devolvidas à procedência e pelo meio trocam-se acusações em público.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de