GNR de Rio Maior põe fim a convívio ilegal com oito pessoas

A intervenção dos militares ocorreu na sequência de uma denúncia.

O Comando Territorial de Santarém, através do Posto Territorial de Rio Maior, anunciou este domingo que pôs fim a um convívio ilegal, que reunia oito pessoas, numa casa alugada.

Segundo uma nota de imprensa, a GNR refere que no convívio ilegal, que decorreu este sábado na localidade de Casais da Atagueda, no concelho de Rio Maior, estavam oito pessoas com idades entre os 15 e os 31 anos.

A intervenção dos militares ocorreu na sequência de uma denúncia, que informava que "estaria a decorrer um convívio com diversas pessoas numa propriedade alugada".

Ao deslocarem-se de imediato ao local, os militares constataram que estava a "decorrer um ajuntamento de pessoas não autorizado".

Foram identificadas oito pessoas que se encontravam deslocadas do seu concelho de origem.

Fonte da GNR de Santarém disse à Lusa que foram elaborados 14 autos de contraordenação pelo incumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário e violação da limitação de circulação entre concelhos.

O menor não foi alvo de contraordenação, referiu a mesma fonte.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.588.597 mortos no mundo, resultantes de mais de 116,4 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.540 pessoas dos 810.094 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de