GNR vai envolver 200 militares na operação de segurança do Moto GP

Os treinos começam esta sexta-feira e a prova principal está marcada para domingo.

Até ao momento já estão vendidos 25 mil bilhetes, mas até domingo muito mais pessoas podem deslocar-se até ao Autódromo do Algarve para assistir à prova de Moto GP.

A GNR começa já esta quinta-feira a operação de segurança e, como revelou em conferência de imprensa o tenente-coronel João Fonseca, serão destacadas várias unidades, sobretudo do comando de Faro. "Teremos as valências territorial, de trânsito, intervenção, com unidades cinotécnicas, operações especiais e inativação de engenhos explosivos." Serão também destacados militares da brigada de trânsito, num total diário de 180 homens, com um reforço no domingo, chegando aos 200 militares.

Algumas estradas de acesso ao recinto vão estar condicionadas e a Guarda Nacional Republicana pede para que quem comprou bilhete chegue com duas horas de antecedência ao local.

Todos têm que ser sujeitos a uma revista e, apesar do recinto ser ao ar livre, é obrigatório usar máscara.

Também só poderá trazer o carro até aos parques de estacionamento do recinto quem for detentor de um bilhete próprio, comprado no site do autódromo. "Vamos ser rigorosos nisso", garante o tenente-coronel. A GNR aconselha que os automobilistas que irão assistir à prova deixem as suas viaturas em Portimão ou Lagos, onde existem parques de estacionamento e onde poderão apanhar um autocarro que, gratuitamente, os levará até ao Autódromo do Algarve.

Na conferência de imprensa, a GNR fez um apelo a que todos os que se dirijam para o recinto para acompanhar esta prova internacional sejam cumpridores das regras," de modo a que ela decorra sem incidentes e em plena festa".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de