Governo anuncia avanços e recuos. Veja a lista de concelhos

Carregal do Sal, Cabeceiras de Basto e Paredes avançam no processo de desconfinamento.

A ministra Mariana Vieira da Silva anuncia esta quinta-feira, depois da reunião do Conselho de Ministros, que avançam no processo de desconfinamento três concelhos: Carregal do Sal, Cabeceiras de Basto e Paredes. Por outro lado, Arganil e Lamego recuam e Resende não avança por ter 154 casos por 100 mil habitantes, continuando com as regras de 5 de abril.

O concelho de Odemira está em situação de alerta, com a freguesia de Longueira-Almograve a poder acompanhar agora o nível do resto do país. Contudo, S. Teotónio ainda tem níveis de incidência elevados e passa a funcionar com as regras de 5 de abril.

Há ainda cinco concelhos que passam a estar no nível de alerta e outros 14 que deixam de estar nesta situação.

A ministra destacou que há sete concelhos que estavam em alerta na semana passada e que se mantêm em alerta, há cinco concelhos que passam a estar em situação de alerta e há 14 concelhos que deixam de estar em situação de alerta.

"Temos mais concelhos a sair de níveis acima de 120 [casos por 100 mil habitantes] do que concelhos a entrar em níveis acima de 120 [casos por 100 mil habitantes] e isso é um retrato do país", sublinhou.

Situação de calamidade até as 23h59 do dia 30 de maio

A ministra da Presidência informa que, neste momento, a incidência de está em 48,7 casos por cem mil habitantes e o Rt em 0,92. Por isso, foi aprovada, em reunião de Conselho de Ministros, a situação de calamidade em todo o território português até às 23h59, de 30 de maio.

As medidas aprovadas até agora continuam em vigor, com algumas alterações, nomeadamente na reabertura dos espaços de diversão, parques infantis e parques aquáticos. As atividades desportivas podem ser realizadas até às 22h30, acompanhando a restauração e atividades culturais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de