Governo anuncia reforço de 146 mil doses da vacina contra a gripe

Portugal vai adquirir 2,24 milhões de vacinas.

A pensar no próximo inverno, o Governo vai adquirir este ano mais 146 mil doses da vacina da gripe. O anúncio foi feito pelo secretário de Estado da Saúde, António de Lacerda Sales, em entrevista à TVI.

Trata-se de um incremento de 7% em relação ao passado ano. "Nesta época, 2021/2022, vamos fazer um reforço de 7%, mais 146 mil doses, para podermos estar preparados para esta situação", precisou o governante.

No total, Portugal vai adquirir 2,24 milhões de vacinas. Desde 2016, o país tem vindo a reforçar o esquema vacinal da gripe.

António Lacerda Sales também admitiu que está a ser trabalhado um referencial para aumentar a vigilância epidemiológica, e para reforçar a vacinação da gripe sazonal. O secretário de Estado disse que não podem ser desprezadas as aprendizagens adquiridas durante a pandemia. Com o uso das máscaras e do distanciamento social, foram evitados muitos contágios com o vírus da gripe, uma "aprendizagem" que poderá possibilitar uma maior proteção no futuro.

Em comunicado enviado às redações, a DGS e o Ministério da Saúde referem que "a campanha de vacinação contra a gripe deverá começar no início de outubro, com a vacinação dos grupos prioritários": lares, serviços de apoio domiciliário, centros de acolhimento temporário e unidades da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI), e, depois, os profissionais de saúde e mulheres grávidas, também considerados prioritários.

"No SNS, a vacina é gratuita para cidadãos com idade igual ou superior a 65 anos, para pessoas residentes ou internadas em instituições, para pessoas com algumas doenças específicas, para profissionais de saúde do SNS e para os bombeiros", pode ainda ler-se no documento.

LEIA TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de