Governo diz que número de mortes "é ainda muito elevado"

A ministra Mariana Vieira da Silva explica que as medidas serão reavaliadas quando Portugal atingir 20 mortes a 14 dias por milhão de habitantes.

A ministra da Presidência afirmou esta quinta-feira que o número de mortes por Covid-19 "ainda é muito elevado" em Portugal, o que não permite ao Governo levantar a totalidade das medidas de controlo da pandemia.

"Temos hoje 63 mortes por milhão de habitantes a cada 14 dias e a meta definida pelos peritos e que o Governo seguirá é de poder apenas passar para o nível sem restrições quando atingirmos as 20 mortes a 14 dias por milhão de habitantes, indicador do qual ainda estamos algo distantes", afirmou Mariana Viera da Silva, após o Conselho de Ministros.

Segundo a governante, o número de óbitos provocados pela Covid-19 "é ainda muito elevado", tendo-se registado 46 mortes na quarta-feira, sendo este o "indicador que ainda se encontra mais distante dos objetivos definidos" pelo Centro Europeu de Controle e Prevenção de Doenças (ECDC).

O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira a resolução que declara a situação de alerta em todo o território nacional continental até às 23:59 de 7 de março de 2022 - deixando de vigorar a situação de calamidade - e o decreto-lei que altera as medidas aplicáveis no âmbito da pandemia da doença Covid-19.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de