Governo estuda recorrer a profissionais das escolas de saúde pública

Reforço nas áreas mais afetadas pela Covid-19 poderá também passar por alocar profissionais de saúde pública de pontos menos sobrecarregados pela infeção.

O Governo está a estudar a possibilidade de recorrer aos profissionais e técnicos das escolas que trabalham na área da saúde pública em Lisboa, para ajudar a combater a pandemia naquela região, afirmou hoje a ministra.

"Não está fora de hipótese a circunstância de recorrermos às próprias escolas que trabalham na saúde pública, que têm competências e profissionais e técnicos altamente capacitados para poderem ajudar neste trabalho", disse a ministra quando questionada sobre uma eventual falta de especialistas de saúde pública na Grande Lisboa.

Na conferência de imprensa diária de balanço sobre a pandemia em Portugal, a ministra adiantou que "a região [de Lisboa e Vale do Tejo] tem 99 especialistas de saúde pública e depois um conjunto de outros recursos", salientando que a resposta poderá também passar por alocar profissionais de saúde pública de outros pontos da região menos sobrecarregados para os concelhos mais afetados pela covid-19.

Marta Temido vincou que há ainda "a disponibilidade de profissionais de saúde pública de outras áreas do país", num trabalho que está a ser articulado com a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo.

Portugal regista hoje 1.410 mortes relacionadas com a covid-19, mais 14 do que no sábado, e 32.500 infetados, mais 297, segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de