Governo garante redução nos tempos de espera no aeroporto Humberto Delgado

Numa nota enviada à comunicação social, o Ministério das Infraestruturas esclarece que é o resultado de duas medidas adotadas recentemente.

O Governo garantiu esta sexta-feira que foram tomadas medidas para reduzir os atrasos nos voos e nos tempos de espera nas chegadas no Aeroporto Humberto Delgado e espera que a ANA avance com obras na infraestrutura.

A primeira medida diz respeito à contratação de mais 90 agentes para o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

O reforço do SEF - com mais 22 agentes em abril e mais 68 em junho - já permitiu obter resultados mais positivos no aeroporto Humberto delgado, em Lisboa.

De acordo com a nota, assinada pelo Secretário de Estado Adjunto e das Comunicações, os tempos de espera fora reduzidos drasticamente. A título de exemplo, a média dos tempos máximos de espera na fronteira das chegadas reduziu-se de 59 minutos para 40 minutos, quando comparamos a última semana de junho com a última semana de julho.

Para além disto, Alberto Souto de Miranda salienta que também o acordo estabelecido com a Força Aérea e a NAV Portugal, para libertar parte do espaço aéreo militar de Sintra e de Monte Real, tornou também possível uma maior fluidez do tráfego aéreo. Com esta medida, foi possível diminuir em cerca de 40% as causas de atrasos.

O Governo aguarda agora que a ANA Aeroportos acompanhe o esforço que o Estado tem vindo a fazer. Para isso espera que a empresa arranque com as obras necessárias para melhorar as condições de trabalho do SEF, a construção de saídas rápidas de pista e de uma nova torre de controlo, para além das obras de expansão do novo terminal de passageiros nas chegadas.

Ouvido pela TSF, Acácio Pereira, presidente do Sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização do SEF, admite que os tempos de espera no serviço no aeroporto de Lisboa têm vindo a diminuir mas sublinha que o reforço de inspectores anunciado pelo Governo não será definitivo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de