Governo não avança data para saída de todos os migrantes do Zmar

Até ao momento, o Estado já gastou 425 mil euros com o acordo de alojamento.

O Governo admite que ainda não é possível definir uma data concreta para a saída de todas as pessoas que por falta de condições de habitação estão no empreendimento turístico Zmar, em Odemira, avança o Jornal Público.

O gabinete do secretário de Estado da Defesa Nacional, responsável pela gestão da pandemia no Alentejo, revelou ao jornal Público que estão no empreendimento turístico 72 pessoas, nesta altura.

Até ao momento, o Estado já gastou 425 mil euros com o acordo de alojamento.

O Governo assinou em junho um acordo para a cedência temporária de alojamentos no empreendimento Zmar Eco Experience, em Odemira, que inclui a cedência temporária de 34 alojamentos para serem usados caso a situação pandémica no município o justifique.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de