Há 100 interessadas. Governo procura empresas que queiram passar a produzir máscaras

Portugal vai receber uma encomenda de 25.8 milhões de máscaras até maio.

Portugal espera receber 24 milhões de máscaras cirúrgicas até final de abril e 1,8 milhões de máscaras FFP2 até final de maio.

"Para além desta aquisição no mercado externo, contaremos também com a produção interna", anunciou o secretario de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, na conferência de imprensa diária da Direção-geral da Saúde para balanço da situação da pandemia de Covid-19 em Portugal

"A indústria nacional tem mostrado capacidade para adaptar a sua capacidade produtiva para equipar o sistema de saúde. Saudamos esses empresas pela capacidade de adaptação em cenário de crise, mantendo empregos ao mesmo tempo que ajudam o Serviço Nacional de Saúde", destacou o responsável.

Há 100 empresas em Portugal inscritas para produzir material médico de reforço à luta contra a Covid-19, que aguardam validação das autoridades portuguesas.

Se outras empresas nacionais também quiserem produzir máscaras, batas zaragatoas, entre outros equipamentos necessários devem consultar o catálogo publicado online e inscrever-se aqui .

Os equipamentos resultantes da produção nacional não têm de ter "marcação CE", mas têm de garantir a normas de segurança, sendo sujeitas a fiscalização pelo Infarmed e ASAE, explica António Lacerda Sales.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de