Há 130 mil jovens de 16 e 17 anos que ainda não autoagendaram a vacinação

Sobre a vacinação dos jovens entre os 12 e 15 anos, o ​​​​​​​vice-almirante Gouveia e Melo salienta que tem que seguir as ordens da DGS, mas argumenta que se "o vírus se tiver água para nadar, vai infetar essa água".

De visita ao Centro de Vacinação de Faro, o vice-almirante Gouveia e Melo afirmou que quanto mais pessoas forem vacinadas, mais depressa se atingirá a imunidade de grupo. Embora não querendo comentar as opiniões do Presidente da República, que afirmou esta quinta-feira que é preciso deixar correr o tempo para mostrar que "aquilo que é bom neste momento na Madeira" - onde já está a decorrer a vacinação das crianças entre os 12 e os 15 anos - "venha também a ser considerado bom nos Açores e no continente", o coordenador da task force sublinha que tem que obedecer às normas da Direção-Geral de Saúde.

No entanto, utiliza uma metáfora para afirmar que "se o vírus tiver água para nadar, vai infetar essa água, portanto toda a água que eu conseguir tirar da piscina é um combate importante para o fazer".

Gouveia e Melo tinha prometido que entre 8 e 15 de agosto se atingiriam os 70% de toda a população vacinada, mas prevê que esse número seja alcançado ainda antes dessa data.

O coordenador da task force salienta que as próximas serão quatro semanas intensivas de vacinação."Para a semana vamos dar 500 mil primeiras doses" da vacina, assegura. O avanço na vacinação será "fruto do reforço que o Ministério da Saúde fez, negociando junto da Polónia a vacina da Pfizer".

Gouveia e Melo avança também que na próxima semana chegarão perto de 300 mil vacinas desta marca ao país e, na semana seguinte, número idêntico, além também de vacinas da Janssen "para dar o impulso final para vencer o vírus".

Quanto aos jovens de 16 e 17 anos, que se podem autoagendar até amanhã à meia-noite, Gouveia e Melo pede que o façam e lança um apelo também aos pais de modo a incentivarem os filhos. Por enquanto, ainda há muita gente a quem falta marcar a vacinação.

"O universo [de jovens de 16 e 17 anos] são 200 mil pessoas e agendaram-se 70 mil pessoas", revela o vice-almirante. "Ainda há tempo para o fazer", apela.

Os jovens de 16 e 17 anos serão vacinados no fim de semana de 14 e 15 de agosto e os que não se autoagendarem serão mais tarde chamados para que não fiquem de fora do processo de imunização.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de