Há 15,5% de portugueses com anticorpos contra a Covid-19

Entre maio e julho de 2020, a seroprevalência contra o coronavírus não chegava aos 3%. As autoridades de saúde vincam que os dados comprovam a eficácia da vacinação.

A população portuguesa, até aos 80 anos, já tem uma prevalência de 15,5 % de anticorpos contra a Covid-19. O Inquérito Serológico Nacional revela ainda que 13,5% dessa imunidade foi conferida através da infeção e os restantes 2% através da vacinação.

A seroprevalência é de momento mais significativa na população adulta ativa e grupos etários abaixo dos 20 anos, e mais baixa na faixa etária entre os 70 e os 79 anos. Norte, Lisboa e Vale do Tejo, Centro e Alentejo são as regiões mais bem posicionadas.

Especificamente no grupo de pessoas que já receberam pelo menos uma dose da vacina contra a Covid-19, regista-se uma existência de anticorpos específicos muito perto dos 75%. Esse valor chega aos 98,5% quando se trata de pessoas vacinadas com as duas doses há uma semana ou mais.

As autoridades de saúde aconselham cautela na interpretação destes resultados, mas confirmam que os dados comprovam a eficácia da vacinação. Neste estudo, desenvolvido e coordenado pelos departamentos de Epidemiologia e de Doenças Infecciosas do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), em parceria com a Associação Nacional de Laboratórios Clínicos, Associação Portuguesa de Analistas Clínicos e com 33 unidades do Serviço Nacional de Saúde, foi analisada uma amostra de 8463 pessoas, entre os dias de fevereiro e 31 de março.

Entre maio e julho de 2020, a seroprevalência contra o coronavírus não chegava aos 3%. Ficava-se, então, pelos 2,9%.

LEIA TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de