Há 850 computadores em falta em Viseu. Câmara lança programa para apoiar alunos

Quem quiser doar computadores para estes alunos, pode entregar os equipamentos nas Obras Sociais ou nas Juntas de Freguesia de Viseu.

Pelo menos 850 alunos do concelho de Viseu não têm computador para acompanhar as aulas dos professores no ensino à distância, que regressou no início da semana, com o fecho das escolas em todo o país.

Para ajudar os estudantes sem equipamentos informáticos, a Câmara Municipal de Viseu lançou o programa SOS Viseu Educação Digital, que está a ser desenvolvido com a ajuda da IPSS Obras Sociais Viseu e das empresas Ename e a Interecycling.

O município adquiriu mais 350 tablets que devem chegar para a semana e que serão entregues às escolas.

Paralelamente, a autarquia está a desenvolver este projeto que "tem por objetivo procurar empresas e particulares que possam doar computadores novos ou então tablets novos ou usados ou computadores existentes em casa".

"Quase todos nós temos um computador, um portátil que já não usamos, mas que ainda tem câmara, disco, que está em condições de funcionar e que pode ser útil para uma destas novas crianças", explicou Almeida Henriques, presidente da autarquia viseense.

Os equipamentos doados podem ser entregues nas Obras Sociais ou nas Juntas de Freguesia de Viseu. Depois uma empresa vai analisar e ver se esses computadores estão em condições de serem utilizados.

"A Ename faz o diagnóstico e, se necessitam de uma reparação, trata de garantir a sua funcionalidade e prepará-los para serem entregues a um dos agrupamentos", disse.

Caso não tenham arranjo, os computadores vão seguir para reciclagem, por intermédio da empresa Interecycling.

"Se se verificar que não têm qualquer possibilidade de serem usados serão colocados num espaço da autarquia para que, depois, a Interecycling possa recolher esses equipamentos. A Interecycling assume aqui uma responsabilidade social de transformar computadores em unidades de crédito para compra de tablets", adiantou o autarca.

Também a população que quiser doar dinheiro o pode fazer.

A Câmara de Viseu espera que esta "task force" ajude a minorar as dificuldades das famílias com o regresso do ensino à distância.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de