Há corais vermelhos na costa algarvia e o ministro do Mar quer punir quem os apanhar

A legislação que está a ser preparada pode multar até 200 mil euros quem capturar esta espécie.

A legislação que está a ser preparada pode multar até 200 mil euros quem capturar esta espécie.

A cerca de 10 quilómetros da costa, ao largo de Albufeira, o ROV, o robot submarino, desceu até aos 60 metros de profundidade. Os investigadores do Centro de Ciências do Mar (CCMAR) da Universidade do Algarve estão a correr a costa algarvia à procura de colónias de corais vermelhos.

O primeiro registo com vídeo de coral vermelho, corallium rubrum ,na costa do Algarve foi realizado em 2011. No entanto, há registos de que esta espécie, oriunda sobretudo do Mediterrãneo já é explorada pelo homem desde o Paleolótico. É usado para confecionar peças de joalharia muito apreciadas.

Mas o que chamou a atenção dos investigadores portugueses foi a apreensão feita pela Marinha a pescadores furtivos no Algarve, em 2012, ao largo de Lagos. Na altura foram apanhados com 30 quilos de coral vermelho a bordo e o furto foi feito com toda profissionalismo, já que a no barco os homens tinham uma câmara de descompressão, visto que a espécie é capturada a grandes profundidades.

Só aí os investigadores do Centro de Ciências do Mar começaram a perceber a importância de estudar a sua existência nos mares da região.

"Provavelmente esta foi a primeira pescaria que colapsou em Portugal", afirma Jorge Gonçalves, Este investigador do CCMAR explica que o coral vermelho é de crescimento lento, cresce menos de um milímetro por ano.

" Fizemos de imediato uma campanha com um ROV e encontrámos muitos e grandes corais e com um estado de conservação bastante bom".Mostra as imagens já captadas ao ministro do Mar e explica a importância de preservar este organismo vivo nos mares portugueses. O que é afinal o coral vermelho?" É um animal, filtrador de água, consegue viver mais de 100 anos e estes corais vermelhos algarvios têm muitas ramificações, estão saudáveis e têm tamanho superior aos do Mediterrâneo",garante.

Ricardo Serrão Santos anuncia que no novo decreto-lei sobre licenciamento da pesca esta espécie já irá ser contemplada. Mas para além disso, entre o Ministério do Ambiente e do Mar está a ser preparada legislação mais apertada." Para [o coral vermelho] ficar abrangido pela contraordenações do ambiente que são mais poderosas" do que as das pescas. O ministro sublinha que é também um modo de " combater este flagelo de pescas não regulamentadas e clandestinas".

Um quilo de coral vermelho pode custar cerca de mil euros. No entanto, quando a legislação estiver pronta, quem for apanhado a pescar esta espécie pode ter que pagar uma multa que pode chegar até aos 200 mil euros

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de