Homem morre na praia da Calada em Mafra ao tentar salvar duas filhas no mar

Autoridade Marítima Nacional indica que o alerta na praia da Calada, não vigiada, foi dado às 14h41 e que quando a Polícia Marítima de Cascais chegou ao local o homem já tinha sido retirado da água.

Um homem de 45 anos morreu esta quinta-feira na praia da Calada, concelho de Mafra e distrito de Lisboa, quando tentava ajudar as duas filhas que se encontravam em dificuldades no mar, anunciou a Autoridade Marítima Nacional (AMN).

Em comunicado de imprensa, a AMN indica que o alerta na praia da Calada, não vigiada, foi dado às 14h41 e que quando a Polícia Marítima de Cascais chegou ao local o homem já tinha sido retirado da água por dois surfistas, mas que apesar das manobras de reanimação não foi possível reverter a situação, tendo o delegado de saúde declarado o óbito no local.

As duas meninas, com nove e 12 anos, que estavam em dificuldades no mar, foram transportadas por uma ambulância dos Bombeiros Voluntários da Ericeira para o Hospital de Santa Maria (Lisboa), "em situação estável, acompanhadas pela mãe", lê-se na mesma nota.

O corpo vítima, de nacionalidade estrangeira, foi transportado pelos Bombeiros Voluntários da Ericeira para o Instituto de Medicina Legal de Torres Vedras, acompanhado por elementos da Polícia Marítima e do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

O Gabinete de Psicologia da Polícia Marítima encontra-se a prestar apoio aos familiares da vítima e a um dos surfistas que retirou o homem da água.

No local estiveram elementos do projeto "SeaWatch" com recurso a uma viatura Amarok, três ambulâncias dos Bombeiros Voluntários da Ericeira e duas Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação do INEM de Torres Vedras.

O comando-local da Polícia Marítima de Cascais tomou conta da ocorrência.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de