Hospital de Faro pode vir a receber quase exclusivamente doentes com Covid-19

Caso a propagação do vírus cresça muito e surjam muitos doentes infetados, a unidade hospitalar será a referência no combate à doença na região.

Há cerca de 70 a 80 camas disponíveis para doentes Covid-19 em Faro mas, se os casos aumentarem muito, a decisão já está tomada: dedicar um hospital quase exclusivamente ao tratamento da Covid-19.

"Se chegarmos a uma situação dessa gravidade, o hospital que ficar com essa responsabilidade será o de Faro", esclarece o presidente da Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve.

Paulo Morgado explica que para os doentes ligeiros que tenham alta hospitalar, o Pavilhão do Farense será o destino. No local estão a ser montadas mais 50 a 60 camas. En Portimão também está a ser instalada uma estrutura semelhante no Pavilhão Arena.

Nos hospitais de Faro e Portimão, embora haja 77 pontos para colocar doentes ventilados, nesta altura os ventiladores existentes não chegam a um terço dessa capacidade.

O Centro Hospitalar e Universitário do Algarve (CHUA) espera receber mais 15 ventiladores na próxima semana e a Associação de Municípios do Algarve (AMAL) também está a tentar adquirir esse equipamento, juntado-lhes mais 30 ventiladores.

As unidades hospitalares privadas da região também já se disponibilizaram para receber no seu internamento doentes que tenham de ser transferidos dos hospitais públicos, pacientes que não estejam infetados com o novo coronavírus.

Há também 71 unidades hoteleiras que já se disponibilizaram para receber pessoas em quarentena, disponibilizando um total de 680 camas.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de