Infarmed manda retirar do mercado lote de medicamento para infeções urinárias

Empresa irá proceder à recolha voluntária do lote em causa por "ter sido detetado um resultado analítico acima dos limites aceitáveis".

O Infarmed ordenou esta quinta-feira a retirada do mercado de um lote do medicamento para infeções recorrentes do trato urinário Ellura por ter sido detetada uma impureza com valores acima do aceitável.

Em causa está o lote n.º NO205801, com a validade 02/2024, do medicamento Ellura, 195.7 - 216.9 mg, cápsula, com o número de registo 5810239, da empresa Laboratoire Pharmaceutique Pharmatoka, adianta a Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed) numa circular informativa publicada no site.

A empresa irá proceder à recolha voluntária do lote em causa por "ter sido detetado um resultado analítico acima dos limites aceitáveis para uma impureza", adianta o Infarmed, que determinou "a suspensão imediata da comercialização deste lote".

Apela ainda às entidades que tenham este lote de medicamento em stock para não o vender, dispensar ou administrar, devendo proceder à sua devolução.

Aconselha ainda os doentes que estejam a utilizar medicamentos pertencentes a este lote a não interromper o tratamento e, "logo que possível", solicitar a substituição por outro lote ou pedir ao médico ou farmacêutico a indicação de um medicamento alternativo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de