Infarmed suspende tratamento com hidroxicloroquina a doentes com Covid-19

A Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde vai enviar indicações aos hospitais para deixarem de utilizar este fármaco.

O Infarmed vai suspender o tratamento com hidroxicloroquina a doentes com Covid-19 em Portugal. As indicações vão ser enviadas, ainda esta quinta-feira, aos hospitais.

"O Infarmed recomenda, por questões de segurança, que não deve ser utilizada a hidroxicloroquina ou a cloroquina até ao pleno esclarecimento e até aos resultados dos diversos estudos publicados quanto ao seu risco", explicou à Antena 1 António Faria Vaz, vice-presidente da Autoridade do Medicamento em Portugal.

Desta forma, Portugal torna-se no quarto país europeu a avançar com esta medida, depois de Itália, Bélgica e França. Esta decisão foi tomada após a OMS ter decidido, na terça-feira, suspender temporariamente os ensaios com hidroxicloroquina, o fármaco usado na luta contra a malária que Donald Trump já tomou.

O medicamento, disponível no mercado, está no centro de uma disputa internacional entre especialistas quanto à sua eficácia e segurança.

Um estudo realizado em quase 15 mil pacientes e publicado na última sexta-feira na revista médica The Lancet mostra, segundo os autores, que a cloroquina e a sua derivada hidroxicloroquina não beneficiam os pacientes hospitalizados e até aumentam o risco de morte e de arritmia cardíaca.

Assim, recomenda que estes tratamentos não devem ser prescritos à margem dos ensaios clínicos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de