Bactérias na água interditam a banhos duas praias fluviais de Braga

Presença de E.Coli na água determinou a interdição.

As praias fluviais de Merelim S. Paio, em Braga, e do Faial, em Vila Verde, estão desde quarta-feira interditas a banhos devido à presença da bactéria E.Coli na água, disseram hoje à Lusa fontes autárquicas.

Em declarações à Lusa, o vereador do Ambiente da Câmara Municipal de Braga, Altino Bessa, explicou que "a experiência" o faz acreditar que o problema "terá tido origem em descargas nas fossas feitas para o rio Homem".

Segundo o responsável, "a câmara [de Braga] está a aguardar o resultado das análises à água recolhida quarta-feira para saber se ainda persiste o problema" na praia de Merelim, sendo que a E.Coli foi detetada "numa das análises que a autarquia faz todas as semanas" às aguas das suas praias fluviais.

"Diz-me a experiência que isto resulta de descargas ilegais que alguém fez aproveitando as chuvas para um dos braços do rio Homem, que desagua no Cávado. Foi verificada a presença desta bactéria nesta praia, [mas] em Vila Verde também, mas nas [praias] acima daquele braço do Homem já não", explicou Altino Bessa.

Fonte da autarquia de Vila Verde confirmou à Lusa as suspeitas do vereador da autarquia de Braga, garantindo que "a câmara tudo está a fazer ao seu alcance para resolver o mais rápido possível o problema, mas que é preciso esperar por o resultado das novas análises".

"A bandeira vermelha e a interdição a banhos serão retiradas assim que haja a certeza de já não haver qualquer perigo para os banhistas", garantiu o autarca de Braga.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de