Costa realça aumento de alunos nas instituições de ensino superior do interior

De acordo com o primeiro-ministro, para criar "mais condições de atratividade no interior", nos concursos de acesso ao ensino superior o Governo procedeu a um "reforço significativo" das vagas no interior do país.

O secretário-geral do PS afirmou hoje, na Guarda, que, nos últimos quatro anos, o número de alunos colocados nas universidades e nos politécnicos do interior do país aumentou 13% devido às medidas tomadas pelo Governo.

Segundo António Costa, para criar "mais condições de atratividade no interior", nos concursos de acesso ao ensino superior o Governo procedeu a um "reforço significativo" das vagas em todos os estabelecimentos de ensino superior situados no interior do país.

"E, se em todo o país, aumentaram o número de estudantes do ensino superior inscritos nas universidades e nos politécnicos, o maior crescimento, 13% ao longo destes quatro anos, foi precisamente nas universidades e nos politécnicos do interior, porque estamos a chamar nova juventude, novos quadros para estes territórios", disse o secretário-geral do PS e atual primeiro-ministro, no comício realizado hoje na Praça do Município, na cidade da Guarda.

No seu discurso, também reconheceu que hoje, "felizmente", as famílias portuguesas "têm melhores condições para assegurar que os seus filhos possam prosseguir os seus estudos".

"Hoje, felizmente, as famílias portuguesas têm melhores condições para investir mais na educação dos seus filhos. E muitos daqueles que tinham abandonado os seus estudos estão hoje a regressar às universidades e aos politécnicos para poderem prosseguir os seus estudos", evidenciou.

Na sua intervenção, o líder nacional do PS voltou a defender que é necessário um Erasmus no interior.

"E é por isso, que quando dizemos que é necessário que haja um Erasmus no interior, é porque nós queremos que os jovens que nasceram, cresceram e estudam no litoral, descubram também este outro país que nós temos e onde temos de apostar tudo para o seu desenvolvimento, porque é a partir do desenvolvimento do interior que nós podemos fazer mais e melhor para o conjunto do nosso país", afirmou António Costa.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de