Incêndio em armazém de produtos chineses em Porto Alto continua ativo mas sem feridos

Fonte da Proteção Civil adianta que a extinção do incêndio ainda deve demorar, devido à "elevada carga térmica" existente no armazém e ao tipo de materiais a arder.

O incêndio que deflagrou na madrugada deste sábado num armazém de produtos chineses em Porto Alto, Benavente, "continua ativo" e deve demorar a ser extinto, devido aos materiais em combustão, disse fonte da Autoridade Nacional de Proteção Civil.

No combate às chamas, que deflagraram às 00h45, encontram-se empenhados 47 operacionais, apoiados por 19 viaturas, e a mesma fonte da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) explicou à Lusa que a extinção do incêndio ainda deve demorar, devido à "elevada carga térmica" existente no armazém e ao tipo de materiais a arder.

Apesar da natureza do sinistro, não há registo de feridos, acrescentou a fonte oficial da ANPC.

Uma fonte do Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém informou que o armazém de comércio grossista, um dos vários de produtos chineses existentes nesta localidade da freguesia de Samora Correia, concelho de Benavente, foi "tomado pelas chamas".

Para o local foram mobilizados bombeiros das corporações de Samora Correia, Benavente, Vila Franca de Xira, Alhandra, Salvaterra de Magos e do Cartaxo.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de