Liga Portuguesa contra o Cancro quer dar formação a médicos de família


A Associação de Medicina Geral e Familiar recebe de braços abertos esta iniciativa da Liga.

O Núcleo Regional do Norte da Língua Portuguesa contra o Cancro quer dar formação aos médicos de família sobre o cancro da mama. Vítor Veloso, responsável da Liga na região Norte, confirma que os médicos de família passam muitas vezes mamografias de dois em dois anos, em vez de anualmente, para as mulheres em situação de risco.

"Há a necessidade de consciencializar os nossos clínicos gerais - que são fundamentais para que a saúde dos portugueses e das mulheres que têm problemas - de que elas têm a necessidade e o direito de fazerem, pelo menos, uma mamografia anual. Num ano pode acontecer muita coisa", adiantou Vítor Veloso.

É nesse sentido que o responsável da Liga na região Norte se comprometeu "a fazer uma proposta à ARS Norte no sentido da disponibilidade inteira para nós fazermos essa formação ou informação aos médicos clínicos gerais que são importantíssimos para que o nosso rastreio de base populacional seja um êxito na região Norte", garantiu Vítor Veloso.

Há médicos que, de acordo com Vítor Veloso, alegam não estar autorizados a passar mamografias: "As informações que nos chegam diariamente é que os médicos de família têm uma dificuldade muito grande, dizendo que não estão autorizados a passar mamografias fora do programa de rastreio. Aquilo que dizem é que são impedidos pela ARS, o que não é verdade."

A Associação de Medicina Geral e Familiar recebe de braços abertos esta iniciativa da Liga. O presidente da Associação, Rui Nogueira, sublinha, contudo, que este tema não reúne consenso na comunidade científica.

"É evidente que sim. Estamos sempre disponíveis para toda a formação e informação que seja plausível e séria, ouvindo todas as versões e todas as correntes, porque da mesma maneira que encontramos dez cientistas a apoiar o rastreio anual também arranjamos dez a contrariar o rastreio até bienal."

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de