Número de transplantes renais com dadores vivos aumentou

Dia Nacional da Doação de Órgãos e da Transplantação assinala-se esta sexta-feira.

O número de transplantes renais de dador vivo aumentou cerca de 33% no primeiro semestre de 2019.

São dados do Instituto Português do Sangue e da Transplantação, IP (IPST, IP), através da Coordenação Nacional, depois de no primeiro semestre de 2018 o número destes dadores ter sofrido uma diminuição de 40% face a 2017.

Também a transplantação de órgãos aumentou em cerca de 2%, com mais 10 transplantes do que em igual período de 2018. Este aumento traduz-se ainda num aumento da taxa de aproveitamento dos órgãos, que passou de 75% no primeiro semestre de 2018, para 81% em 2019, pode ler-se num comunicado enviado às redações.

O número de dadores mortos diminuiu, mas há um aumento do número de dadores em morte cerebral, com uma ligeira diminuição da média de idade do dador.

O Ministério da Saúde e o Ministério da Defesa Nacional assinalam, esta sexta-feira, o Dia Nacional da Doação de Órgãos e da Transplantação sob o mote "para que outros vivam".

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de