Motoristas da Câmara de Lisboa com pré-aviso de greve entre quinta e domingo

Plenário que decorre esta noite vai decidir se a paralisação avança ou se é retirada.

O Sindicato Nacional de Motoristas entregou um pré-aviso de greve dos trabalhadores da Câmara de Lisboa entre quinta-feira e domingo, decorrendo hoje à noite um plenário para decidir se o protesto se mantém, já que têm decorrido negociações.

"Ontem [terça-feira] tivemos uma reunião na Câmara de Lisboa para envidar esforços para resolver essa questão. Dessa reunião saiu uma conclusão que vai ser dada aos trabalhadores que hoje à noite em plenário vão decidir se mantêm a greve", disse à Lusa Manuel Oliveira, do Sindicato Nacional dos Motoristas, um sindicato independente, não afeto a nenhuma central sindical.

Em causa está o descontentamento dos trabalhadores relativamente a uma alegada intenção do município em alterar horários de trabalho, bem como em taxar o estacionamento junto às instalações camarárias dos Olivais, afirmou o dirigente sindical, que não quis desenvolver os motivos.

Segundo Manuel Oliveira, além dos entre 300 a 350 motoristas, outros trabalhadores poderão juntar-se ao protesto, designadamente os cantoneiros.

O plenário está marcado para as 22h nas instalações dos Olivais.

Entretanto, a Câmara de Lisboa divulgou hoje um comunicado em que informa que "poderá ser afetado o normal funcionamento do sistema de recolha de lixo na cidade", devido ao pré-aviso de greve.

"Os serviços da Direção Municipal de Higiene Urbana, em colaboração com as juntas de freguesia, irão desenvolver todos os esforços para minimizar as consequências da situação, bem como, após o período em causa, proceder à rápida normalização do sistema de remoção do lixo e atividades complementares, como a recolha de lixos volumosos", veiculou o município, que pede a compreensão da população para os eventuais transtornos.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de