"Levantem as interdições às exportações de vacinas e de ingredientes"

Pela mesma bitola de Emmanuel Macron alinha Mario Draghi.

Emmanuel Macron insiste com os EUA para que levantem os bloqueios à exportação de vacinas e de ingredientes para as produzir.

Depois de o assunto ter sido "forçado" na agenda dos líderes europeus por Joe Biden, Emmanuel Macron vem agora no final da cimeira do Porto chutar a bola para o lado de lá do Atlântico.

"A verdadeira chave para produzir vacinas mais rapidamente para todos os países pobres é produzir mais. Levantem as interdições às exportações de vacinas e de ingredientes", apelam.

Pela mesma bitola de Emmanuel Macron alinha Mario Draghi. Quando questionado no final do conselho europeu sobre a questão das patentes, o primeiro-ministro italiano, reconheceu que há aqui uma porta aberta para se poder dialogar, mas nota que o mais simples, neste momento, para acelerar a produção é que Reino Unido e Estados Unidos levantem os bloqueios às exportações.

"O facto de levantar as patentes, mesmo que temporariamente, não garante a produção de vacinas. A produção é muito complexa, requer tecnologia, especialização e organização. Em segundo lugar, a produção deve ser segura e o levantamento das patentes não garante essa segurança. A situação é muito mais complicada. Antes de se falar em levantar as patentes, é possível fazer uma coisa muito mais simples como, por exemplo, levantar o bloqueio às exportações que os Estados Unidos e Reino Unido continuam a manter", sustenta.

Draghi lembra um dos pontos que tem sido mais reiterados pelos líderes europeus é o de que a União Europeia exporta tantas vacinas quanto aquelas que dá aos cidadãos. Além do levantamento dos bloqueios, a solução passa também pela transferência de tecnologias para que seja acelerada a produção de vacinas contra a Covid-19.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de