Líder judaico do Porto detido pela PJ em investigação a nacionalidade de sefarditas

Rabino Daniel Litvak está inserido numa investigação que também envolve outros elementos responsáveis pela emissão de documentos certificadores de nacionalidade.

O rabino e líder da comunidade judaica do Porto, Daniel Litvak, foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) na quinta-feira, no âmbito de uma investigação a alegadas ilegalidades na emissão de certificados de nacionalidade para judeus sefarditas.

Segundo adiantou à Lusa fonte ligada ao processo, esta investigação, dirigida pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) em articulação com a PJ, visa ainda outros elementos responsáveis pela emissão de documentos certificadores de nacionalidade naquela comunidade.

Até ao momento, o rabino Daniel Litvak é o único detido no âmbito desta operação do DCIAP/PJ.

A notícia foi avançada pelo jornal 'Público', que refere que a detenção ocorreu quando o líder da comunidade judaica do Porto se preparava para viajar para Israel.

Esta detenção ocorre numa altura em que o Ministério Público está a investigar a atribuição da nacionalidade portuguesa, ao abrigo da lei dos sefarditas, ao oligarca russo Roman Abramovich, dono do clube de futebol inglês Chelsea.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de