Liga quer inquérito sobre bombeiros que sofreram queimaduras em Castro Verde

Bombeiros questionam-se equipamento de proteção individual terá cumprido adequadamente a missão de proteção aos bombeiros.

A Liga dos Bombeiros Portugueses pediu esta terça-feira à tutela para abrir um inquérito ao acidente que provocou queimaduras a dois bombeiros, um deles está em estado grave, durante o combate a um incêndio em Castro Verde, Beja.

Em comunicado, a Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) refere que dois bombeiros sofreram queimaduras no incêndio rural que ocorreu na segunda-feira, em Castro Verde, e um deles tem mais de 70% do corpo queimado.

"Presumivelmente o equipamento de proteção individual (EPI) não terá cumprido a missão de proteção aos bombeiros, pelo que a LBP já solicitou ao Ministro da Administração Interna que seja aberto um rigoroso inquérito a este acidente e que o EPI seja enviado para o CITEVE (laboratório da especialidade), para a devida análise técnica", sublinha a Liga.

A LBP refere que pretende, com a abertura do inquérito, "apurar rigorosamente a qualidade do equipamento".

No sábado, um bombeiro morreu e três outros ficaram feridos quando estavam a combater um incêndio na serra da Lousã (Coimbra) e na segunda-feira quatro bombeiros sofreram ferimentos, um deles com gravidade, durante um fogo em Castro Verde (Beja).

O Ministério da Administração Interna determinou a instauração de um inquérito às circunstâncias em que ocorreu a morte deste bombeiro.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de