Linha 1400 vai informar sobre serviços em risco. Farmácias param esta quarta-feira

São 23 minutos de protesto, os mesmos que a Assembleia da República vai dedicar a discutir uma petição com mais de 120 mil assinaturas e que propõe "Salvar as farmácias, cumprir o SNS".

A Associação Nacional de Farmácias vai informar os portugueses, através da linha 1400, sobre os serviços que estão em risco de suspensão por falta de comparticipação do Estado. A dois dias de um protesto que vai parar as farmácias durante 23 minutos, na linha serve normalmente para tirar dúvidas e encomendar medicamentos, entre esta segunda e a próxima quarta-feira, os utentes podem também pedir esclarecimentos sobre os serviços em risco.

À TSF, o presidente da Associação Nacional de Farmácias, Paulo Duarte, destaca a procura que a linha tem tido desde o início da pandemia.

"Recebe mais de 300 chamadas por dia, em média", e o objetivo é mantê-la disponível no futuro, se possível com uma maior ligação à linha SNS24. Para já, fica um pedido: "Aproveitem melhor a rede de farmácias, deixem os farmacêuticos trabalhar mais em prol dos seus doentes."

Uma paragem de 23 minutos

Esta quarta-feira, as farmácias vão fazer uma paragem simbólica quando, na Assembleia da República, for discutida uma petição que reuniu mais de 120 mil assinaturas.

Depois de amanhã, quarta-feira, as farmácias vão fazer uma paragem simbólica durante a discussão, na Assembleia da República, da petição "Salvar as farmácias, cumprir o SNS", que reuniu mais de 120 mil assinaturas. Durante 23 minutos, o tempo previsto para o debate no hemiciclo, as farmácias suspendem os serviços que "não querem deixar de prestar".

"Esses 23 minutos acabam por ser um apelo que fazemos em nome dos portugueses", garante Paulo Duarte, "para que a Assembleia da República, mais do que discuta a petição, também conclua com propostas concretas".

As farmácias lembram que também sofreram com a austeridade e pedem agora ao Parlamento que ajude a manter os serviços prestados aos portugueses. Com 120 mil subscritores, a petição "Salvar as farmácias, cumprir o SNS" é a petição com mais assinaturas, das duas últimas legislaturas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de