Linha da Segurança Social para dúvidas Covid reforçada com 70 operadores

Instituto da Segurança Social estima que o número de chamadas recebidas em 2021 venha a ultrapassar os três milhões.

A linha de apoio da Segurança Social conta, a partir desta segunda-feira, com um reforço de 70 operadores para responder ao aumento da procura de esclarecimentos que, devido à pandemia, começou no ano passado, e continua a verificar-se este ano.

O ano de 2020 já tinha, também, obrigado a um aumento do número de funcionários, mas a necessidade de responder a dúvidas sobre as regras e as implicações do desconfinamento têm sido motivo para muitas chamadas.

À TSF, Sofia Carvalho, do Instituto da Segurnça Social (ISS), explica que esta linha tem uma procura habitual de "cerca de dois milhões de chamadas por ano", um número que chegou aos três milhões no período pandémico durante o ano passado.

"Este ano também se espera que este número venha a ser atingido e ultrapassado", pelo que o reforço de 70 operadores tem como objetivo "dar resposta com um nível de serviço mais elevado", aumentando a "taxa de atendimento" para esclarecer, em especial, questões sobre "as medidas do plano de desconfinamento gradual e de apoio à retoma da atividade".

As questões mais recebidas nesta linha de apoio estão relacionadas com "as medidas de apoio à família, subsídios no âmbito da doença Covid-19, apoios extraordinários à retoma da atividade e ao rendimento de trabalhadores, medidas de apoio no âmbito da paragem total ou parcial" e, em contexto de retoma, os apoios "em função da redução da atividade ou da faturação" para trabalhadores.

Para aceder a esta linha, ligue 300 502 502 ou 210 545 400. O atendimento personalizado funciona em dias úteis, das 9h00 às 18h00. Já o atendimento automático funciona 24 horas por dia, sete dias por semana.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de