Maios trazem alegria às ruas do Algarve

Em muitas localidades do Algarve, é costume, no primeiro dia de ​​​​​​​maio, criarem-se os Maios, bonecos de tamanho natural que dão as boas-vindas à primavera.

Os Maios são bonecos e bonecas representando pessoas, em tamanho natural, cheios com palha, trapos e jornais e vestidos com roupa usada.

Habitualmente representam cenas do quotidiano e transportam consigo quadras, não raras vezes satíricas e políticas.

No próximo domingo a tradição está de volta e os Maios voltam às ruas. Maria Cândida Justo é uma das pessoas que há já algum tempo deita mãos à obra. "As pessoas veem, gostam, riem e eu gosto de alegria", afirma.

Os Maios são a tradição que dá as boas-vindas à primavera, às flores e às sementeiras do campo.

Na Manta Rota, pequena localidade do concelho de Vila Real de Santo, onde mora Maria Cândida, a Candinhas, como lhe chamam, os bonecos são espalhados pela aldeia.

Ana Paula Mendonça, da Associação de Beneficência "A Manta", que apoia a iniciativa, considera que não se podem perder estes costumes antigos. "É para as gerações mais novas conhecerem estas tradições", adianta.

Cândida já tem prontos 30 bonecos, que serão colocados pelas ruas, e cada um transporta uma quadra. Os Maios são feitos de pano e enchidos com jornais e tecidos. "O pior é vesti-los", confessa. "É preciso arranjá-los em condições de irem para a rua, não podem ir desarranjados", adianta a rir.

No próximo domingo, dia do trabalhador, pela Manta Rota, mas também noutras localidades do Algarve, os Maios vão alegrar as ruas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de