Dois feridos e dois assistidos no combate ao incêndio de Rio de Mouro

Alerta foi dado pouco depois das 13h00 desta sexta-feira. Meios vão permanecer no terreno durante a noite para "fazer vigilância ativa" do incêndio.

Mais de 220 operacionais, auxiliados por quatro meios aéreos e 72 veículos, combateram esta sexta-feira um incêndio em Rio de Mouro, em Sintra, no distrito de Lisboa.

À TSF, o comandante dos bombeiros de Algueirão Martins, Joaquim Leonardo adiantou que durante o combate ao incêndio, que já está na fase de rescaldo, dois bombeiros foram assistidos por inalação de fumos e outros dois sofreram ferimentos ligeiros (um sofreu um traumatismo num membro inferior e outro um traumatismo ocular).

Os dois bombeiros assistidos devido a inalação de fumo voltaram depois ao terreno.

O fogo, cujo alerta foi dado pouco depois das 13h00 desta sexta-feira, levou a que 20 pessoas fossem deslocadas das suas habitações, por precaução, regressando às suas casas cerca de duas horas depois, disse Joaquim Leonardo.

De acordo com o responsável, os meios vão manter-se no local durante a noite a "fazer vigilância ativa", dependendo o número de efetivos da avaliação que vier a ser feita no terreno.

Para o incêndio foram destacados, além de várias corporações de bombeiros do distrito, o INEM e a Proteção Civil de Sintra.

Notícia atualizada às 20h00

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de