Mais de 1680 toneladas de alimentos angariados pelos Bancos Alimentares Contra a Fome

Até ao dia 5 de dezembro é possível contribuir para a campanha através de vales.

A campanha de recolha de géneros alimentares dos Bancos Alimentares Contra a Fome conseguiu recolher mais de 1680 toneladas durante o fim de semana, anunciou esta segunda-feira a instituição.

"Os géneros alimentares recolhidos serão distribuídos, a partir da próxima semana, a 2.700 Instituições de Solidariedade Social, que os entregam a cerca de 450 mil pessoas com carências alimentares comprovadas, sob a forma de cabazes ou de refeições confecionadas", indicou a instituição, em comunicado.

A campanha decorreu em 1300 superfícies comerciais de 18 regiões (Abrantes, Algarve, Aveiro, Beja, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Leiria-Fátima, Lisboa, Oeste, Portalegre, Porto, Santarém, Setúbal, S. Miguel, Viana do Castelo, Viseu e Terceira) e contou com a ajuda de 22 mil voluntários.

"Embora não possamos ainda fazer um balanço totalmente final, a adesão à Campanha do fim de semana foi muito positiva. Os voluntários dos Bancos Alimentares voltaram de forma presencial, com resiliência e na procura da retoma à normalidade, embora com todos os cuidados que a situação sanitária impõe, numa Campanha bem conhecida dos portugueses, uma festa da partilha e da solidariedade, não obstante o recente agravamento da situação pandémica", afirmou, de acordo com a mesma nota, a Presidente da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares contra a Fome, Isabel Jonet.

A instituição recordou ainda que até ao dia 5 de dezembro é possível contribuir para a campanha através de vales.

"O Banco Alimentar disponibiliza ainda uma plataforma eletrónica em www.alimentestaideia.pt para doação de alimentos pela internet, que permite a participação na campanha de pessoas que habitualmente não se deslocam ao supermercado ou que residam fora de Portugal, nomeadamente os emigrantes", acrescentou.

De acordo com os dados da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome, no ano passado, os 21 Bancos Alimentares em atividade em Portugal distribuíram 30,7 mil toneladas de alimentos (com o valor estimado de 43,1 milhões de euros), num movimento médio de 123 toneladas por dia útil

O Banco Alimentar foi criado em Portugal, em 1991. Atualmente, existem 21 Bancos Alimentares nas zonas de Abrantes, Algarve, Aveiro, Beja, Braga, Castelo Branco, Coimbra, Cova da Beira, Évora, Leiria-Fátima, Lisboa, Madeira, Zona Oeste, Portalegre, Porto, São Miguel, Santarém, Setúbal, Terceira, Viana do Castelo e Viseu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de