Mais de 50 mil pessoas já agendaram vacinação no novo portal

O presidente dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, Luís Goes Pinheiro, esclareceu todos os passos que devem ser seguidos para o agendamento da data e local de inoculação.

Foi lançado, esta sexta-feira, um novo portal onde as pessoas com mais de 65 anos podem agendar um dia para serem vacinadas. O presidente dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, Luís Goes Pinheiro, adiantou que, até ao momento, já foram feitos mais de 50 mil pedidos de agendamento.

Numa sessão de esclarecimento, acompanhado do coordenador da task-force para o plano de vacinação, vice-almirante Gouveia e Melo, Luís Goes Pinheiro explicou que os utentes precisam de ter mais de 65 anos, não terem sido ainda vacinados com nenhuma dose e não terem contraído a doença.

Para fazer o agendamento, Luís Goes Pinheiro esclareceu que basta introduzir um conjunto de dados que "encaminham o utente para escolher o local de vacinação". Será pedido um número de telemóvel e, posteriormente, é possível escolher a data pretendida.

"Escolhendo a data, ficará confirmado o pedido de agendamento", disse, acrescentando que, caso se esgotem as datas, pode alterar-se o dia ou o local e, caso não hajam mais vagas para o local escolhido, este pode ser alterado, ou ficar em lista de espera.

No final do processo, é disponibilizado um comprovativo de agendamento necessário para o caso de precisar de cancelar. Posteriormente, é enviada uma mensagem para o número de telemóvel inserido, à qual deve responder, "num processo semelhante quando a convocatória é feita pelas unidades de saúde".

Luís Goes Pinheiro afirmou que este é "um processo simples e que tem tido uma procura relevante".

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de