Mais de 60 pessoas retiradas de casa desde o início do incêndio em Castro Marim

A Via do infante continua cortada entre os nós de Tavira e Altura.

Mais de 60 pessoas foram retiradas de casa, desde o início do incêndio em Castro Marim, no Algarve. Durante a madrugada desta terça-feira, os moradores de alguns povoados dispersos foram retirados para local seguro.

O Centro de Operações de Socorro do distrito de Faro adianta que foram sobretudo, povoações do concelho de Tavira, onde o fogo está mais activo.

As chamas continuam por dominar, com uma frente em Tavira e outra virada para os concelhos de Castro Marim e Vila Real de Santo António.

O fogo está a ser combatido por quase 600 operacionais, apoiados por 195 viaturas.

Com o nascer do dia, espera-se a entrada em acção dos aviões e helicópteros.

O vento forte continua a ser a principal dor de cabeça paras os bombeiros, no combate a este fogo, que começou na madrugada de ontem.

De acordo com a GNR, a Via do infante continua cortada entre os nós de Tavira e Altura.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de