Mais de oitenta Hells Angels acusados de homicídio, extorsão e tráfico

Dos 89 arguidos acusados, 37 encontram-se em prisão preventiva, cinco estão obrigados a permanecer na habitação com vigilância eletrónica e dois encontram-se detidos na Alemanha.

O Ministério Público acusou 89 arguidos do denominado processo "hells Angels" por associação criminosa, tentativa de homicídio qualificado, ofensa à integridade física, extorsão, roubo, tráfico de droga e detenção de armas e munições, entre outros crimes.

De acordo com a acusação, estão em causa os acontecimentos que ocorreram em março do ano passado, quando os arguidos se dirigiram a um estabelecimento de restauração em Loures, munidos de várias armas. Já no interior, tentaram matar quatro ofendidos, e feriram gravemente seis outros.

Foi deduzida acusação contra 89 arguidos pertencentes à organização "Hells Angels Motorcycle Club" por associação criminosa, homicídio qualificado, na forma tentada, ofensa à integridade física qualificada, extorsão qualificada, dano qualificado com violência, roubo, tráfico de estupefacientes, detenção de armas e munições proibidas, bem como consumo de drogas, de acordo com o comunicado da procuradoria-geral da República.

Dos 89 arguidos acusados, 37 encontram-se em prisão preventiva, cinco estão obrigados a permanecer na habitação com vigilância eletrónica e dois encontram-se detidos na Alemanha, a aguardar extradição para Portugal. Os restantes estão obrigados a apresentações periódicas.​​​​​​​

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados