Máquina que ia remover vidros na VCI furou um pneu quando chegou e está inutilizada

A VCI está cortada ao trânsito por causa de um despiste de um camião.

A máquina deslocada para a Via de Cintura Interna (VCI) para limpar os vidros largados pelo despiste de um camião esta quinta-feira às 13h30 furou um pneu e está inutilizada para a função, revelou à Lusa fonte da Câmara do Porto.

A VCI está, desde então, cortada ao trânsito no sentido Arrábida/Freixo, na zona de Ramalde, depois do camião da empresa Paulo Santos e Filhos ter largado milhares de garrafas na estrada.

A empresa, num primeiro esforço para resolver o problema que imediatamente causou filas de quilómetros na via rápida que atravessa do Porto, fez seguir para o local uma máquina para começar a remoção das garrafas, mas, assim que chegou, "imediatamente furou um pneu, revelando infrutíferas as tentativas para o recauchutar, pelo que está inutilizada para a função", acrescentou a fonte.

O camião já foi retirado e, pelas 17h30, segundo a mesma fonte, "aguardava-se pela chegada de mais máquinas para se iniciar a remoção do vidro".

"Só depois desta parte concluída será possível fazer uma lavagem geral do piso", seguindo-se então, com o "recurso a uma retroescavadora do Batalhão de Sapadores do Porto, a varredura final", acrescentou.

Neste cenário, a fonte da autarquia, disse desconhecer "quando será possível reabrir o trânsito naquele sentido na VCI".

Ao início da tarde a PSP revelou que do despiste do camião não resultaram feridos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de