Marcelo pede tempo para explicações do acidente em Soure. Linha do Norte vai reabrir na madrugada

A Infraestruturas de Portugal já abriu uma investigação ao acidente que vitimou duas pessoas e vai dar esclarecimentos no início da próxima semana.

A linha do Norte vai ser reaberta esta madrugada, mais de 24 horas depois do acidente de sexta-feira entre um Alfa Pendular e um veículo de Catenária. O anúncio foi feito esta tarde por dirigentes da Infraestruturas de Portugal (IP) perante o Presidente da República e o ministro das Infraestruturas e da Habitação.

Marcelo Rebelo de Sousa já tomou conhecimento da nota informativa do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes Ferroviários. O gabinete adianta que os condutores do comboio de trabalho violaram um sinal vermelho, chocando com o Alfa Pendular.

Marcelo Rebelo de Sousa pede, no entanto, mais tempo e distanciamento para o inquérito. "É compreensível que um inquérito sobre uma matéria tão sensível não possa ser feito de um dia para o outro. Até pela própria sensibilidade humana. Houve duas vítimas, é preciso ter um cuidado especial na forma como se apura o que aconteceu", afirma.

O chefe de Estado admite que se fossem vários meses "seria inaceitável", mas pede cautela no apuramento das explicações finais.

Por outro lado, face à nota do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes Ferroviários, o ministro das infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, informa que a Infraestruturas de Portugal está a preparar uma resposta pública na próxima semana.

Aquilo que posso dizer é que a IP dará todos os esclarecimentos no início da próxima semana. A IP já anunciou uma investigação, mas querem dar esclarecimentos o mais depressa possível.

O governante avisa que a conclusão do relatório final não é para já, uma vez que ainda faltam apurar "muita informação".

O descarrilamento do Alfa Pendular, no concelho de Soure, com 212 passageiros a bordo, provocou dois mortos e oito feridos graves. Há ainda 36 feridos ligeiros.

Quarenta e um dos 44 feridos do descarrilamento do comboio Alfa Pendular já tiveram alta e os outros três permanecem internados.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de