Marcelo recorda Maria de Jesus Serra Lopes como uma "mulher independente e de espírito livre"

O Presidente da República lembra a antiga bastonária da Ordem dos Advogados "já com saudade" e deseja que "todas as advogadas e advogados perpetuem o legado que a Dra. Maria de Jesus Serra Lopes nos deixou em prol de melhor justiça".

O Presidente da República recordou hoje Maria de Jesus Serra Lopes como uma "mulher independente e de espírito livre", apresentando as "mais sentidas condolências" à família da antiga bastonária da Ordem dos Advogados que morreu na sexta-feira.

Numa nota publicada na sexta-feira no 'site' da Presidência na Internet, Marcelo Rebelo de Sousa lembra, "já com saudade, a amiga de longa data e mestra de prática jurídica desde meados dos anos" de 1960.

"Advogada prestigiada e reconhecida entre os seus pares, foi a primeira mulher bastonária da Ordem dos Advogados. Mulher independente e de espírito livre, defensora intransigente dos direitos fundamentais e da Liberdade, deixa o testemunho de uma vida dedicada à justiça", enaltece.

Salientando os feitos do também antigo membro do Conselho de Estado, o chefe de Estado deseja "que todas as advogadas e advogados perpetuem o legado que a Dra. Maria de Jesus Serra Lopes nos deixou em prol de melhor justiça".

A primeira mulher bastonária da Ordem dos Advogados, Maria de Jesus Serra Lopes, morreu na sexta-feira aos 88 anos, confirmou aquela entidade num comunicado publicado no 'site' oficial da Internet.

Nascida em 15 de julho de 1933, em Lisboa, Maria de Jesus Brito Lamas Moreira Serra Lopes exerceu o cargo de bastonária entre 1990 e 1992.

"O Senhor Bastonário, Prof. Doutor Luís Menezes Leitão, e o Conselho Geral manifestam o seu mais profundo pesar pelo falecimento da nossa Ilustre Colega, Maria de Jesus Serra Lopes, e apresentam sentidas condolências à sua família", lê-se no comunicado.

Maria de Jesus Serra Lopes licenciou-se em julho de 1956 na Faculdade de Direito da Universidade Lisboa e inscreveu-se como advogada em 03 de julho de 1959, exercendo a profissão na comarca da capital portuguesa.

"Desempenhou vários cargos na Ordem dos Advogados, entre os quais o de membro do Conselho Geral entre 1981 e 1983, Presidente da Comissão de Legislação de 1981 a 1983, Vogal do Conselho Superior de 1984 a 1986, Vice-Presidente do Conselho Superior de 1987 a 1989", relembra a nota.

Em 1996, Maria de Jesus Serra Lopes foi agraciada com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique e em 2005 com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo. A antiga bastonária também foi agraciada com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito em 1993.

"Por deliberação do Conselho Geral da Ordem dos Advogados, de 26 de abril de 2016, foi concedida à Bastonária Maria de Jesus Serra Lopes a Medalha de Ouro da Ordem dos Advogados, entregue nas comemorações do Dia do Advogado", é acrescentado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de