Médicos do setor privado começaram a ser vacinados

Esta terça e quarta-feira, cerca de 200 médicos estão a ser vacinados contra a Covid-19 no Algarve. Em todo o país, a Ordem estima que sejam mais de quatro mil médicos do setor privado.

Helena Gonçalves é uma das médicas que aguarda a sua vez na sala de espera do Centro Hospitalar e Universitário do Algarve (CHUA). Confessa que levar esta primeira toma da vacina contra a Covid-19 a deixa mais tranquila. "Nós estávamos a trabalhar sem rede", afirma.

"Começaram a vacinação em dezembro, já estamos em março, não há dúvida que já podíamos estar mais protegidos", lamenta. Médica de Medicina Geral e Familiar no setor privado, Helena tem mais de 65 anos.

Esta terça-feira serão vacinados todos os médicos do Algarve, desta faixa etária, que trabalham em clínicas e hospitais privados e que constam da lista elaborada pela Ordem dos Médicos. Amanhã, serão os clínicos mais novos que funcionam igualmente no setor privado.

Délia Neto era outra médica que se encontrava sentada numa cadeira, de manga arregaçada, à espera que a enfermeira lhe administrasse a vacina. É radiologista e desde o início da pandemia esteve sempre em contacto com os doentes.

"É o doente aqui e eu ali", diz enquanto mede a curta distância com o braço. Diz que não parou de fazer ecografias, mamografias, procedimentos que exigem um contacto mais próximo com o paciente.

O bastonário da Ordem dos Médicos, que se deslocou ao Algarve para esta iniciativa, sublinha que ao vacinar todos os médicos, estão a ser protegidos também os doentes.

Miguel Guimarães lamenta o atraso verificado na vacinação dos médicos do setor privado mas tece elogios ao novo coordenador da task force: "É mais objetivo, aceita as propostas de quem quer ajudar e tem interesse que o processo corra rápido e sem sobressaltos."

Já de saída, Helena Gonçalves mostrava alguma confiança." Falta a segunda dose mas pelo menos já estamos mais protegidos", dizia a rir.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de