MP arquiva processo sobre morte de Ruben de Carvalho. Família pede abertura de instrução

A família do jornalista, escritor e militante comunista Ruben de Carvalho já foi notificada da decisão do Ministério Público, mas prepara agora um pedido de abertura de instrução do processo.

O Ministério Público arquivou o processo aberto depois da morte de Ruben de Carvalho, no Hospital de Santa Maria em Lisboa, em julho de 2019. Um mês antes da morte, Ruben de Carvalho caiu já depois de estar internado, e foi essa queda que originou uma drástica degradação das condições de saúde do dirigente histórico do PCP.

A família do jornalista e escritor e militante comunista Ruben de Carvalho já foi notificada da decisão do Ministério Público, mas prepara agora um pedido de abertura de instrução do processo, confirmou à TSF a viúva de Ruben de Carvalho, Madalena Santos.

"Posso confirmar que o Ministério Público, após um ano e sete meses, proferiu o despacho de arquivamento relativamente ao processo do Ruben de Carvalho. Sendo assim, eu estou a ponderar com os meus advogados solicitar a abertura da instrução e constituir-me como assistente do processo, isto porque após o estudo do processo, ao qual tive acesso, parecem existir algumas contradições e incongruências e tudo levará a crer que o melhor será solicitar essa abertura da instrução", sustenta.

Desde a morte de ​​​​​​​Ruben de Carvalho, várias ações de prevenção de quedas em hospitais foram levadas a cabo pela Direção-geral da Saúde que emitiu recomendações para que os hospitais ativassem práticas preventivas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de