Ministro da Defesa vai propor saída do chefe do Estado-Maior da Armada

Almirante António Mendes Calado deverá, por proposta do Governo, sair do cargo que ocupa desde 2018.

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, vai propor ao Presidente da República a demissão do chefe do Estado-Maior da Armada, confirmaram esta terça-feira à Lusa fontes ligadas à Defesa.

De acordo com fontes ligadas à área da Defesa, o atual chefe do Estado-Maior da Armada, almirante António Mendes Calado deverá, por proposta do Governo, sair do cargo que ocupa desde 2018.

António Mendes Calado foi chamado esta terça-feira, às 18h00 , pelo ministro da Defesa Nacional, que lhe comunicou que ia propor a sua exoneração, disse à TSF fonte próxima do processo.

Os chefes de Estado-Maior dos ramos são nomeados e exonerados pelo Presidente da República, sob proposta do Governo, a qual deve ser precedida da audição, através do ministro da Defesa Nacional, do CEMGFA, prevê a lei orgânica das Forças Armadas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de