Ministro das Infraestruturas elogia administração dos CTT

A tutela apelida a decisão do não-encerramento de balcões de uma "vitória importante do povo português e dos próprios CTT, que podem estar a iniciar uma nova fase de relacionamento com o público".

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, considera uma "vitória para os CTT e para os portugueses" o não-encerramento de qualquer balcão, e diz que este é um início para que todos os concelhos venham a ter uma estação de correios.

João Bento, da administração dos CTT, anunciou a medida esta quinta-feira, e mereceu o elogio do ministro.

"Julgo que a empresa percebeu que muito mais importante do que pequenas poupanças financeiras que tinha com os encerramentos é servir as populações, e ter uma rede com uma elevada capilaridade. É, aliás, o grande atrativo de uma empresa como os CTT: estar presente em todo o território", analisa Pedro Nuno Santos, em declarações à TSF.

A tutela apelida esta decisão de uma "vitória importante do povo português e dos próprios CTT, que podem estar a iniciar uma nova fase de relacionamento com o público".

Sobre futuras decisões, o ministro não prevê respostas para breve."Não excluímos nenhuma decisão. O Estado tem todas as hipóteses ao seu dispor", explica.

Pedro Nuno Santos quer que todo o país seja abrangido pela rede de balcões, mas admite que, "neste momento, não há outras discussões do Governo em cima da mesa".

"Aquilo que foi anunciado foi o não-encerramento das novas e a abertura de algumas. Este é o início", trata de frisar Pedro Nuno Santos, que faz questão também de deixar um "elogio à administração".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de